vandinho_rodapé.fw.png
PUBLICIDADE

PROPAGANDA

EVENTOS

Anuncie aqui!

Seu cliente também leu isso!

MONETIZADA!

NOTÍCIAS;


O soldado brasileiro Douglas Búrigo, 40 anos, que lutava junto às tropas ucranianas contra a Rússia, morreu na madrugada de ontem. A informação foi dada pela embaixada brasileira na Ucrânia. A morte de Búrigo ocorreu na cidade de Kharkiv, durante um ataque de mísseis russos.

O soldado era dono de uma borracharia em São José dos Ausentes, no Rio Grande do Sul. Douglas serviu o exército brasileiro em Uruguaiana por quatro anos e deixou uma filha de 15.


Segundo o jornal Estado de Minas, é o segundo brasileiro a morrer na guerra Ucrânia, depois do falecimento de André Hack Bahi em Sieverodonetsk, no dia 5 de junho. Revista Oeste





Neste domingo (3), morreu aos 88 anos, no Rio de Janeiro, Sergio Paulo Rouanet, autor da Lei de Incentivo à Cultura no Brasil.


O Acadêmico e diplomata ocupava a cadeira nº 13 da Academia de Letras (ABL), eleito em 23 de abril de 1992. Sergio destacou-se na carreira pública como cônsul na Alemanha, e como Ministro da Cultura.


“Sérgio Rouanet é exemplo de intelectual público, que colocou sua competência a serviço da cultura brasileira, sem abdicar dos valores éticos”, disse o presidente da ABL, Merval Pereira. O diplomata lutava contra a síndrome de Parkinson, ele deixou três filho e a sua esposa, Barbara Fregat, com quem fundou o instituto Rouanet.

Bahia.ba





Um vídeo que circula nas redes sociais mostra a Força Aérea Brasileira (FAB) interceptando a aeronave que foi apreendida com 663 quilos de cocaína. As imagens foram gravadas no domingo (3), na região de Jales, interior de São Paulo.


As imagens mostram um avião carregado com a droga voando em baixa altitude, enquanto é perseguido pela aeronave de defesa A-29 Super Tucano. O homem que filmou a cena ficou impressionado e afirmou que tiros foram disparados.


De acordo com a Força Aérea Brasileira, pilotos interceptaram, por volta das 12h36, no Estado do Mato Grosso do Sul, um avião de pequeno porte que entrou no espaço aéreo brasileiro sem autorização.


Duas aeronaves A-29 Super Tucano foram acionadas para monitorar e interceptar o avião. Os pilotos de defesa seguiram o protocolo das medidas de policiamento do espaço aéreo brasileiro, interrogando o piloto que transportava a droga, mas não obtiveram resposta.


A aeronave, então, foi classificada como suspeita, recebendo ordem de mudança de rota e pouso obrigatório em aeródromo específico. Porém, o piloto do avião interceptado não obedeceu.


Ainda segundo a FAB, foi necessário que a defesa aérea comandasse o tiro de aviso. Como não houve retorno, a aeronave foi considerada hostil, sendo realizados os procedimentos de tiro de detenção.


Após a execução do tiro de detenção, a aeronave fez pouso forçado no Estado de São Paulo, entre as cidades de Jales e Pontalinda.


A partir de então, a Polícia Federal assumiu as Medidas de Controle de Solo (MCS). Duas pessoas se evadiram antes da chegada dos policiais.


O avião carregado com a droga foi transportado em um caminhão até a sede da Polícia Federal, que vai investigar o caso. O transporte fez com que uma rodovia da região fosse interditada momentaneamente. Conteúdo G1


Assista:




patro 9.fw.png
patro 7.fw.png
WhatsApp Image 2021-01-18 at 11.26.30.jp
patro 3.fw.png
patro 4.fw.png
WhatsApp Image 2022-02-05 at 08.20.29.jpeg
patro 8.fw.png
WhatsApp Image 2022-03-23 at 08.38.24.jpeg
patrocinioarquitetura.jpg