• Vandinho

Advogado é indiciado por atirar e matar namorada do bairro Rio Vermelho - Em Salvador/BA


Investigado por matar a namorada, Kézia Stefany da Silva Ribeiro, de 21 anos, em Salvador, o advogado José Luiz de Britto Meira Júnior se tornou réu no processo. Nesta sexta-feira (26/11), o Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJ-BA) acatou a denúncia do Ministério Público da Bahia (MP-BA), e ele foi indiciado por homicídio duplamente qualificado, agravado pelo fato da vítima ter sido morta por feminicídio e motivo fútil.


José está detido no Batalhão de Choque da Polícia Militar, na cidade de Lauro de Freitas, região metropolitana de Salvador (RMS).


CRIME


Kézia e José se relacionavam há aproximadamente dois anos, e o crime aconteceu na madrugada do último dia 17 de outubro, no apartamento de José, no bairro do Rio Vermelho. Após atirar na jovem, ele levou o corpo dela para o Hospital Geral do Estado (HGE) e fugiu.


No processo constam fotos do corpo da jovem durante a necropsia, mostrando que Kézia foi baleada na boca e teve diversos dentes quebrados. O rosto dela também estava machucado e o corpo tinha ferimentos.


Conforme a certidão de óbito, a causa da morte foi traumatismo raquimedular por projétil por arma de fogo. Isso significa que a bala entrou pela boca da vítima e lesionou a coluna vertebral.

PRISÃO

O advogado foi preso em flagrante, na casa de familiares, após deixar o corpo de Kézia no HGE e fugir. No depoimento, ele alegou legítima defesa, mas a polícia informou que essa tese não se sustenta, por causa dos elementos envolvidos no feminicídio. AratuOn.


9 visualizações0 comentário