• Vandinho

AL-BA quer aumentar salário do governador, do vice e dos secretários; veja valores


Em plena recuperação econômica da pandemia da Covid-19, a Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) quer aumentar em 5% os salários do governador Rui Costa, do vice João Leão e dos secretários estaduais. A proposta será apreciada nesta quarta-feira (22), às 15h, no plenário da Casa.


O salário hoje do governador é de R$ 22,4 mil, e vai subir, pela proposta, para R$ 23,5 mil. Já o subsídio do vice-governador e dos secretários estaduais foi de R$ 19,3 mil para R$ 20,3 mil.


O último aumento salarial do chefe do Executivo estadual ocorreu em 2015, que aumentou R$ 3,1 mil. O vencimento do governador da Bahia era de R$ 19,3mil e foi para R$ 22,4 mil, naquele ano. Já o contracheque do vice e dos secretários passou de R$ 16,2 mil para R$ 19,3 mil.


A votação, que vai apreciar diversos projetos além desse, vai ser realizada de forma mista (presencial e virtual). Um dos projetos reajusta em até 19% os salários de algumas categorias de servidores públicos.

A AL-BA aprovou em sessão nesta segunda-feira (20), em primeiro turno, o Projeto de Lei Orçamentária Anual da Bahia (PLOA) para o ano de 2022. A proposta aponta o montante de R$ 52,6 bilhões, sendo R$ 51,6 bilhões distribuídos entre os segmentos de seguridade social e área fiscal, além de R$ 1 bilhão referente ao orçamento de investimento das empresas, integrado pelas estatais não dependentes.

Os deputados também aprovaram o projeto de lei 24.426/2021, enviado à Casa pelo governo do estado, que autoriza a prorrogação do prazo de contratos por Reda (Regime Especial de Direito Administrativo) para 31 de dezembro de 2023, desde que o somatório das etapas de contratação não ultrapasse o limite de 96 meses. Classificação Indicativa: Livre

20 visualizações0 comentário