• Vandinho

Bahia tem sequência contra times das séries A e B, no Nordestão


A goleada por 5×0 sobre o Globo, sábado, na Fonte Nova, levou alguma tranquilidade para o Bahia. O time voltou a vencer depois de três jogos e retornou à zona de classificação da Copa do Nordeste. Agora, Guto Ferreira e seus comandados se preparam para o grande teste da temporada.


A partir desta quarta-feira (16), o Bahia inicia uma série de três confrontos com equipes que estão na mesma divisão ou uma acima do tricolor – todos os duelos válidos pelo Nordestão. Até aqui, só enfrentou adversários que estão na Série C (Vitória e Campinense), na D (Bahia de Feira, Atlético de Alagoinhas e Globo) ou sem divisão (Doce Mel, Unirb e Barcelona de Ilhéus).


O primeiro compromisso será contra o CSA, às 19h30, na Fonte Nova. O time alagoano é um dos integrantes da Série B e tem feito boa campanha na competição regional. Com sete pontos em quatros jogos, é o segundo colocado do grupo A, atrás do Fortaleza, que lidera a chave com sete pontos.


Na rodada passada, o CSA empatou por 1×1 no clássico com o CRB. Será o primeiro duelo do Bahia no ano contra times da mesma divisão. E apesar da goleada no fim de semana, o zagueiro Ignácio prega pés no chão para o time ganhar mais uma vez.


“Claro que se apresentar depois de um triunfo é melhor. Quando ganha, nem tudo está certo, precisamos trabalhar para evoluir em alguns quesitos. E quando a gente perde, também nem tudo está errado. Tem que ter meio-termo. Não vamos achando que é porque goleamos na rodada passada que vamos golear nas próximas. Temos que ter os pés no chão e buscar os resultados nas próximas partidas”, disse.


Depois de enfrentar o CSA, o Bahia vai encarar o Fortaleza, no Castelão, sábado, às 17h45. O time cearense vive um momento único em sua história. Na Série A e classificado para a fase de grupos da Libertadores, o Leão do Pici é de longe um dos favoritos para conquistar a “Lampions League”.


Além disso, o jogo vai marcar o reencontro entre o Bahia e o palco e adversário da queda para a Série B. Foi na derrota por 2×1 para o Fortaleza, no Castelão, em dezembro do ano passado, que o tricolor confirmou o rebaixamento. Aliás, os confrontos entre as duas equipes ganharam ar de rivalidade nos últimos anos.


No Nordestão do ano passado, por exemplo, o Bahia eliminou o Fortaleza nos pênaltis dentro do Castelão e avançou à final – conquistaria o tetracampeonato sobre o Ceará no mesmo estádio. Três meses antes, em fevereiro, o time baiano havia goleado o Leão por 4×0, também na capital cearense, pelo Brasileirão de 2020. O resultado praticamente assegurou a equipe baiana na primeira divisão.


A sequência de “pedreiras” do Bahia será encerrada no dia 24 de fevereiro, uma quinta-feira, quando receberá o Sampaio Corrêa em jogo adiado da primeira rodada. O time maranhense é mais um que também jogará a Série B a partir de abril.


Além de servir como um termômetro para o elenco na temporada, os confrontos com CSA, Fortaleza e Sampaio Corrêa podem definir o futuro do tricolor na Copa do Nordeste. Depois dessa sequência, restarão apenas dois jogos na fase de grupos – contra Sport (outro rival na Série B) e Sergipe. Foto:Felipe Oliveira/EC Bahia.


1 visualização0 comentário