• Vandinho

Bolsonaro: Vacinação infantil será não obrigatória; lamentável exigir nas escolas


O presidente Jair Bolsonaro lamentou que algumas escolas estejam exigindo vacinação contra o covid-19 para permitir a volta dos alunos às aulas, argumentando que durante a pandemia não houve problemas na faixa infantil com a doença.


"Durante a pandemia, tivemos algum problema de UTI infantil? Pelo contrário, foram convertidas em UTIs para adultos. Raras foram as mortes", disse o presidente da República em entrevista à TV Record, durante visita de Bolsonaro e comitiva ao Porto do Açu, no Rio de Janeiro.


Segundo o Instituto Butantan, mais de 1.400 crianças entre 0 e 11 anos morreram de covid-19 no Brasil e mais de 2.400 casos de Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica (SIM-P) registrados.


O presidente também voltou a criticar o isolamento social e o fechamento de algumas atividades empresariais por conta da pandemia, afirmando que hoje o mundo reconhece que o fechamento da economia (lockdown) foi negativo.


"O mundo todo agora reconhece que o lockdown foi uma maneira criminosa de combater a pandemia. Passou a ser política de estado, quebrando a economia, não sei com qual objetivo", afirmou. "Sempre disse que o vírus mata e o desemprego também mata", completou.


Apesar das quase 700 mil mortes no País por covid-19 por atraso na vacinação, Bolsonaro afirmou que comprou a vacina "na hora certa".


"Da nossa parte, além de recursos, compramos mais de 400 milhões de doses de vacinas na hora certa. Todo mundo que quis se vacinar, foi disponibilizado por nós", ressaltou.

4 visualizações0 comentário