• Vandinho

Brasil vence a Colômbia e garante vaga na Copa do Mundo de 2022


O Brasil está confirmado na Copa do Mundo de 2022, no Catar. Na noite desta quinta-feira (11), a equipe canarinho confirmou a vaga matematicamente ao derrotar a Colômbia por 1×0, na Neo Química Arena, em São Paulo, em duelo pela 13ª rodada das Eliminatórias Sul-Americanas.


A Seleção se junta ao Catar, que é o país-sede, além de Alemanha e Dinamarca. Antes de enfrentar a Colômbia, o Brasil havia feito 11 jogos nas Eliminatórias, com 10 vitórias e um empate. A única igualdade veio justamente no 0x0 com os colombianos, no mês de outubro.


O técnico Tite, sabendo da necessidade de balançar as redes, escalou o time com três atacantes rápidos: Raphinha, Gabriel Jesus e Neymar. A tentativa era encurralar os colombianos desde os primeiros minutos de jogo, o que não aconteceu.


Com o meio-campo congestionado de jogadores, o Brasil encontrou dificuldade de criar, utilizando pouco os lados do campo e errando muitos passes. Apesar de ficar mais tempo com a bola, a Seleção não assustou muito durante o primeiro tempo.


A melhor chance antes dos 30 minutos veio em uma bola enfiada de Fred para Paquetá, que não deu certo.


Aos 35 minutos, a melhor chance verde e amarela. Raphinha escapou com velocidade pelo lado direito e deu bom passe para Danilo. O lateral tentou cruzar, a bola desviou na marcação e bateu no pé da trave do goleiro Ospina.


Já nos acréscimos, aos 46 minutos, Marquinhos aproveitou cobrança de escanteio, testou para o gol e tirou tinta da trave do goleiro. O jeito era tentar melhor sorte na etapa final da partida.


Tite voltou da chuveirada e mexeu no time. Vini Jr, em grande fase no Real Madrid, entrou no lugar do volante Fred. A ideia era justamente abrir o jogo pelas pontas.


Atento a isso, o técnico da Colômbia, Reinaldo Rueda, colocou o volante Cuéllar no lugar do lateral esquerdo Mojica com o objetivo de reforçar a marcação.


No Brasil, Antony e Matheus Cunha entraram nas vagas de Raphinha e Gabriel Jesus, respectivamente. Não demorou muito e, enfim, o gol saiu.


Na pressão da marcação, o zagueiro Marquinhos recuperou a bola e lançou Neymar. De primeira, o camisa 10 encontrou Paquetá entrando na área. O meia deixou a bola passar para a perna direita e bateu no canto: 1×0.


Dali pra frente, foi só administrar o resultado com troca de passes e aguardar a festa dos mais de 22 mil torcedores nas arquibancadas. G1.


10 visualizações0 comentário