• Vandinho

Chelsea vence o Palmeiras na prorrogação (2×1) e conquista a Copa do Mundo de Clubes da Fifa


Cesar Azpilicueta faz a festa com o troféu do Mundial de Clubes (Foto: REUTERS/Suhaib Salem).


O Palmeiras disputou um jogo de igual para igual com o Chelsea, na decisão da Copa do Mundo de Clubes da Fifa mas, nos detalhes o time inglês conseguiu marcar no segundo tempo da prorrogação e conquistou o título de Campeão.


Lukaku abriu o placar de cabeça, Thiago Silva empatou cobrando pênalti cometido pelo zagueiro brasileiro Thiago Silva [pela terceira vez colocando a mão na bola em jogos decisivos, sendo uma vez com a camisa da seleção do Brasil e duas com o do PSG], enquanto Kai Havertz, também cobrando pênalti em mão na bola do zagueiro Luan, fez aos 11 minutos da prorrogação o gol do primeiro título Mundial de Clubes pelo Chelsea. Ainda nos minutos final após consulta ao VAR, o árbitro expulsou o zagueiro, por falta em Havertz na entrada da grande área.


Os torcedores palmeirense que em grande número estiveram presentes e estádio em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes e os que estão espalhados por todo o Brasil, reconhecem a valentia do time nesse vice-campeonato mundial, sem deixarem de reclamar da atuação na segunda etapa do tempo normal e nos 30 minutos da prorrogação, quando o time comandado pelo português Abel Ferreira, limitou-se em jogar defensivamente, com algumas bolas em profundidade sem aproveitamento pelos jogadores de ataque.


Na preliminar da decisão entre Chelsea e Palmeiras, o Al Ahly, do Egito, goleou o Al Hilal por 4 a 0 e garantiu o terceiro lugar, mesma posição que alcançou na última edição do torneio Ibrahim, duas vezes, e Kader anotaram no primeiro tempo para o Al Ahly, que se aproveitou do nervosismo do Al Hilal. Com menos de 30 minutos de partida, o time da Arábia Saudita teve dois jogadores expulsos: o brasileiro Matheus Pereira, por uma solada no rival, quando o jogo estava 1 a 0, e Kanno, quando o placar marcava 2 a 0. G1.

2 visualizações0 comentário