• Vandinho

Chuva deixa 230 cidades da Bahia em estado de emergência


Com previsão de mais chuvas nos próximos dias, a Bahia tem para hoje indicação de ‘perigo’ e ‘potencial perigo’ pelo Sistema de Alertas do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), em um grau mais ameno que ontem e mais concentrado nas regiões leste e oeste.


O estado está com 230 municípios com decretos de emergência por chuvas intensas, enxurradas e alagamentos reconhecidos ou em processo de reconhecimento pela Superintendência de Proteção e Defesa Civil as Bahia (Sudec) desde dezembro de 2021.


O processo facilita o acesso a recursos do Estado e da União para reconstrução de infraestrutura como estradas, pontes, ruas e casas, além de reforçar o apoio aos atingidos.


Para este sábado, 5, pancadas acompanhadas de trovões e rajadas de vento também são esperadas para o nordeste, norte e Chapada Diamantina, com as demais regiões parcialmente nubladas, com possibilidades de chuvas fracas e isoladas em qualquer hora do dia.


A informação é do serviço de monitoramento climático do Instituto de Meio Ambiente e Recursos Hídricos da Bahia (Inema), que aponta tendência de redução de intensidade para amanhã e segunda-feira chuvas fracas e isoladas na faixa litorânea e extremo oeste, com predomínio de céu claro nas demais áreas.


Embora regiões como o norte e oeste estejam no seu período chuvoso, os grandes volumes do litoral, como Salvador e o sul do estado, estão sob influência de um fenômeno conhecido como Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN).


De acordo com a meteorologista do Inema, Maryfrance Diniz, a partir de segunda e terça-feira, o fenômeno deve enfraquecer e os volumes ficam menores. Diante do temor de moradores da região sul, como Ilhéus e Itabuna, onde choveu forte esta semana, ela pontuou que não existe a perspectiva de repetir agora os volumes registrados em dezembro.

Atenção Continue a leitura


48 visualizações0 comentário