• Vandinho

De olho na liderança, Bahia encara a Ponta Preta na Fonte Nova; veja escalação


A cada rodada que passa, o Bahia tenta se consolidar dentro do G4 da Série B. Nesta sexta-feira (19), o tricolor vai ter mais uma chance para somar os pontos que precisa para trilhar o retorno à primeira divisão. O time recebe a Ponte Preta a partir das 21h30, na Fonte Nova.


Brigando pelas primeiras colocações desde o início do campeonato, o Esquadrão iniciou a oitava rodada no terceiro lugar, com 13 pontos. Três a menos do que o Cruzeiro, que lidera.


Por isso, o triunfo sobre a Macaca não só garante a equipe no G4 por mais uma rodada, como pode devolver o time baiano à liderança da competição. Vencendo, o Bahia chegaria aos 16 pontos e superaria o Cruzeiro no saldo de gols. O time mineiro só entra em campo no domingo, quando recebe o Sampaio Corrêa, no Mineirão.


Empurrada pela boa fase do time neste início de Série B, a torcida promete comparecer em bom número ao estádio. Até ontem, cerca de 20 mil ingressos estavam garantidos pelos tricolores.


A conta leva em consideração os sócios com acesso garantido e os ingressos comercializados. A venda segue hoje na Fonte Nova (bilheteria e site arenafontenova.com.br) e lojas parceiras na Boca do Rio, Piedade e Caminho de Areia. Preços a partir de R$ 60/R$ 30.


O técnico Guto Ferreira tem boas e más notícias para montar o time. O grande problema está no meio-campo. Peça fundamental no esquema de Guto, o meia Daniel está suspenso pelo terceiro cartão amarelo.


Os meias disponíveis no elenco são Warley, que ainda não foi relacionado para nenhum jogo, e o garoto Gregory, que entrou no segundo tempo da goleada de 4×0 sobre o Londrina, na 6ª rodada e depois não ficou sequer no banco contra o Vasco, domingo. Mugni está há dois meses sem jogar e só voltou a treinar com bola nesta semana. A tendência é que não haja alterações de esquema tático nem improvisações.


“A gente sabe que Daniel é um jogador muito qualificado, vai fazer falta sim, mas temos jogadores que podem complementar, que têm qualidade técnica. Sabemos da importância dele, mas trabalhamos a semana toda com o jogador que o professor escolheu”, disse o atacante Rildo.


Já na defesa, o zagueiro Luiz Otávio está recuperado de uma lesão na coxa e volta ao time titular. Com isso, Didi fica como opção no banco.


Quem não estará entre os relacionados é Rodallega. Guto até manifestou expectativa em contar com o colombiano, mas o centroavante ainda se recondiciona após tratar um estiramento na coxa.


A provável escalação tricolor tem Danilo Fernandes, Borel, Ignácio, Luiz Otávio e Luiz Henrique; Patrick, Rezende e Warley (Gregory); Marco Antônio, Davó e Rildo.


Histórico positivo


A partida desta sexta vai marcar o reencontro entre Bahia e Ponte Preta depois de cinco anos. A última vez que os clubes se enfrentaram foi pelo Brasileirão de 2017. Na ocasião, o tricolor venceu por 2×0, também na Fonte Nova.


O retrospecto do confronto é positivo para o lado azul, vermelho e branco. Em 21 jogos disputados, o Bahia venceu 11, perdeu quatro e seis terminaram empatados. Em Salvador, o tricolor só foi derrotado pela Ponte uma vez: 2×1 pela Copa João Havelange de 2000 na Fonte Nova. Conteúdo Correio


8 visualizações0 comentário